Publicado em

Maçonaria x Intervenção Militar

É melhor prevenir do que remediar, então vamos lá:

Está correndo solta, não somente nas redes sociais, mas nos maiores (não melhores) veículos de comunicação do país, a notícia de que um general do exército brasileiro (Mourão) deixou a entender, durante uma palestra, que ele e seus pares pensam em intervenção militar se julgarem que o poder judiciário não conseguirá limpar a classe política do país.

Alguns integrantes do governo se manifestaram, exigindo explicações das Forças Armadas. Então, o comandante geral do exército deu seu leve puxão de orelha no general bocudo, que fez seu ainda mais leve “mea culpa”, dizendo que, apesar de fardado na palestra, e de ter mencionado seus pares, somente falava por si.

O problema é que alguns jornalistas têm replicado a notícia, mencionando que a palestra ocorreu na Maçonaria. E antes de alguém dizer que a maçonaria brasileira apoia uma intervenção militar, seja achando bom ou condenando isso, cabe aqui alguns esclarecimentos:

Não existe uma única maçonaria brasileira. Há, pelo menos, três grandes vertentes maçônicas brasileiras em âmbito nacional: os Grandes Orientes Estaduais federados ao GOB – Grande Oriente do Brasil; as Grandes Lojas Estaduais confederadas à CMSB – Confederação da Maçonaria Simbólica do Brasil; e os Grandes Orientes Autônomos ou Independentes confederados à COMAB – Confederação Maçônica do Brasil.

Essas três vertentes nacionais são organizações totalmente independentes entre si, mantendo apenas uma relação amistosa (às vezes nem isso) entre seus dirigentes. Não há um único líder que possa falar em nome da “maçonaria brasileira”. Nem mesmo os três líderes de cada uma das vertentes mencionadas têm total liberdade de se manifestar em assuntos não-maçônicos sem a autorização de seus representantes estaduais (Grão-Mestres).

A palestra em questão foi promovida pela primeira vertente mencionada, o GOB. A CMSB e a COMAB, que juntas somam mais do que o dobro de membros do GOB, não participaram. Creio que sequer tinham conhecimento do evento.

Apesar de uma possível falta de bom senso na escolha do palestrante, já que o general em questão tem um histórico de pronunciamentos, no mínimo, imprudentes, o GOB não pode se responsabilizar nem ser responsabilizado pelo conteúdo do discurso de um palestrante convidado.

Por fim, para que não reste dúvidas, a maçonaria tem, entre seus princípios, um compromisso com a preservação e promoção dos ideais democráticos, dos quais serviu de incubadora no século XVIII.

39 comentários sobre “Maçonaria x Intervenção Militar

  1. Por essas e outras tenho estado com um sono maçônico profundo. Tô chegando no meu limite e isso me deixa muito triste o fato de chegar nesse limite. Um sincero 3×3 em todos.

  2. Parabéns Kennyo,
    Esse é também o meu pensamento, apesar de aprendiz!

  3. Não entendo onde está o erro no pronunciamento do general, tendo em vista q a intervenção é constitucional…. E realmente no momento em q vivemos uma intervenção seria muito bem vinda… assim além dos corruptos, os profanos de avental q se encontram na política, pagariam o preço por não serem J. e P. Sofrendo os rigores da lei.
    Uma coisa é certa, as pessoas ou instituicões q não apoiam plenamente q seja feita justiça em nosso país, geram no mínimo dúvidas em relação ao caráter de suas ações e pronunciamentos…

    1. Acreditô que essa seja a última esperança de nosso povo que sabemoss ser incapaz de tomar atitudes. Sempré esperando que outros resolvam os problemas.

    2. Sou grato a esquerda brasileira, assim como sou grato ao G.A.D.U, pelos problemas q aparecem em minha vida, e me forçam a evoluir em todos os sentidos. O povo junto com a Maçonaria dormia em berço esplêndido, no egoísmo e na volúpia da ostentação dos templos, assistindo passível a derrocada da moral e da ética. Sinto q ainda não sabe o que está acontecendo no Brasil e nem sabe como ajudar. Pois precisa relembrar quando foi coadjuvante nas gloriosas conquistas da humanidade.

    3. Verdade acredito que a PF não vai dar conta de acabar com tantos corruptos

      1. ela não tem este interesse.

      2. Amados Ir.’….O estado democratico hoje instaurado no Brasil,nem de longe representa os anseios da Nacao…A população já não suporta o atual cenario de desordem politica e da mafia parlamentar instaurada no pais. A instauracao das Ditaduras Getulio Vargas, bem como a Militar,tiveram origens e se gortaleceram em meio a um cenario semelhante ao que hoje assistimos, portanto ao meu entendimento se esta pouca vergonha continuar, o que parece nao ha interesse nem dispodicao parlamentar em normalizar e moralizar a casa e as instituicoes,muito pelo contrsrii, estao mais interessados na suas blindagens sombando e ridicularizando poderes como a nossa Policia Federal e nossa Corte Suprema, nao vejo outra saida, se nao o sacrificio a Democrscia, para se restabelecer a ordem. Em um motim, a forca e empregada ate a formacao de uma junta conciliatoria ate que se restabeleca a normalidade…E o cenario do Brasil hoje e de uma embarcacao ja em um eminente e inevitavel motim, onde os comandantes nao tem nem como, nem pre-disposicao, para planejarem uma acao que satisfaca os anseios popular,sem que tenham de abrir mao de seus interesses pessoais.
        Falo como cidadao comum, unicamente por meus proprios conceitos formados so longo dos acontecimentod no cenario politico de meu pais.

  4. Como sempre, vc foi perfeito em seus comentários. O simples fato da pessoa falar o que falou, dentro de uma loja maçônica não quer dizer que falou por nenhuma instituição, nem mesmo pelo próprio exército brasileiro.

  5. A Constituição deve ser seguida, portanto qualquer ato será considerado sublevação da ordem.
    Nenhum país irá reconhecer um governo intervencionista.
    Não concordo com o descalabro que estao fazendo com nosso país.
    A solução é participação maior nas manifestacoes populares, denúncias das improbidafes administrativas. A parada gay consegue reunir muito mais manifestantes! É necessário concientizar muito mais…

  6. Concordo com a opinião do autor.
    Não somos responsáveis pelo que dizem nossos convidados.

  7. Repasso, concordando integralmente com as ideias e posições dos dois generais.
    ————————–
    PALESTRA DO GENERAL MOURÃO

    Caros amigos

    Mais uma tempestade em copo d’agua criada pela ansiedade de uns e pelo pavor de outros.

    O Gen Mourão, em sua palestra no Grande Oriente do Brasil, não disse mais do que o óbvio, o que todo mundo já sabe ou, se não sabe, deveria saber.

    Ele não fez nenhuma previsão. Não disse qual será o futuro político do Brasil, apenas, e não mais do que isso, disse que, na hipótese extrema de desordem total (“por aproximações sucessivas”), de perda do controle da situação pelas autoridades constituídas (objetivo claro da esquerda bolivariana) o Exército estará pronto para restabelecer a ordem interna no País.

    E acrescentou, com ênfase e propriedade, que, em uma situação como a do cenário de um caos total, os militares não poderiam ficar inertes, aguardando ordens (de quem?) porque, acima de tudo, têm o dever de cumprir o juramento solene de dedicar-se inteiramente ao serviço da Pátria e de defender-lhe a honra, a integridade e as instituições até com o sacrifício da própria vida!

    Não há novidade nessa assertiva. É a obrigação de qualquer soldado em qualquer exército do mundo! E, seguindo a máxima de que “um exército pode passar um século sem ser empregado, mas não pode passar um segundo sem estar preparado”, o EB tem planos para quaisquer hipóteses de emprego! É o seu dever profissional e patriótico.

    Praticando a lealdade, o General não deixou também de citar os 3 pilares da conduta militar, estabelecidos pelo Comandante do Exército, ESTABILIDADE, LEGITIMIDADE e LEGALIDADE, em cuja interpretação lógica depreende-se que o EB não contribuirá para a instabilidade e só agirá dentro da lei e com legitimidade e, QUANDO e SE, as instituições não forem capazes de manter a estabilidade e esta, por qualquer motivo, for quebrada ou sair de controle, as FFAA, legitimamente terão que tomar a iniciativa de restabelecer o controle da situação e, principalmente, a legalidade e a ordem!

    Como eu disse no início, essas simples verdades aguçam a ansiedade dos impacientes e o pavor dos promotores do caos, daí tantas conjecturas e tanto assanhamento em torno de obviedades tão simples.

    Deixo aqui os meus respeitosos cumprimentos ao Gen Mourão pela forma clara com que, mais uma vez, expôs a missão das FFAA para o Brasil.

    Gen Bda Paulo Chagas

    1. Parabéns !! estamos cansados de hipócritas !!

    2. Perfeita colocação!

      É natural que o GOB que tenha promovido essa palestra, não passa pela minha cabeça a grande loja fazendo tal promoção, uma potência totalmente comprometida com a política. Principalmente a GLERJ

  8. …apoio o general em número, gênero e grau, pois nessa baderna política q vivenciamos, não pode-se ter meias palavras p concertar…parabéns general pela coragem

  9. Eu sou a favor de uma intervenção militar, do jeito que ta não tem jeito.

  10. Temos um compromisso sim com o cumprimento das Leis que nos regem…
    Porém, se estas não forem operacionalizadas pela Justiça, deixando livres os que, ao invés de cumprirem seus papéis de SERVIREM AO POVO, SERVEM-SE DESTE, não tenho dúvidas que, assim como já fora feito no passado, a Maçonaria há de apoiar uma revolução, para que se possa “a posteriori”, restabelecer-se a VERDADEIRA DEMOCRACIA, praticado-se a VERDADEIRA POLÍTICA, que é a ARTE DE SERVIR AO POVO e não A ARTE DE SERVIR-SE DO POVO.

    TFA

  11. Perfeito! Maçonaria, embora tenha muitos militares em seu bojo, não compactua com golpes, pois senão descumprimos seu principal objetivo: ” LIBERDADE, IGUALDADE E FRATERNIDADE”! L

  12. Bom dia;
    Como Brasileiro, e tendo em vista a falta de patriotismo que assola o país; a única forma de colocarmos o país no prumo, é utilizar o esquadro e o compasso.
    Não temos educação condigna, não existe respeito aos mais velhos, nem muito menos aos trabalhadores.
    As canetas são mais devastadoras quanto aos FUZIS existente no Rio de Janeiro.
    Não sei se este nosso país, e de Deus ou de Baal.
    Pela iniciativa, parabéns General Mourão.

    1. patriotismo? tipo aquele do cara que vc apoia? o bozonaro? que vai pros estados unidos prestar continência pra bandeira americana!

      vc ta de piada? é este patriotismo que falta? não falta mais!!

  13. Assisti a uma palestra do Gen. Mourão em 2015 no RS, onde falou dos desmazelos do país. Impressionou-me pela coragem do pronunciamento, ainda mais por ser um oficial general de 4 estrelas. Concordo com ele! Chega de colocar “panos quentes” numa situação de degradação. Abaixo essa liderança podre, que governa esse país! TFA!

  14. No Exército, Maçonaria, Igrejas Evangélicas, Igrejas Católicas e inúmeras associações brasileiras existem homens dignos que não suportam mais o caos a que chegamos.
    Venha de onde vier, que venha a solução.
    Sem animosidade, sem ódio, com uma logística voltada para o a paz e o bem de todos. Mas que venha. E ponto!

  15. A maçonaria não se envolve em questões politicas, Maçonaria é a instituição. Quem faz acontecer são os maços, este sim fazem acontecer.

  16. Concordo com o general.tem que fazer valer sua patente e tirar esses Calhordas corruptos do poder os mais fortes tem proteger os mais fracos. Atitude Vale mais que palavras.

  17. Concordo com Gen Carlos Chagas, nossas FFA devem estar preparadas para defender a nação. Tanto territorial como moralmente internamente. Saudo O Gen. Mourao.

  18. Fica uma pergunta que ninguém responde: JÁ QUE OS MILITARES SÃO A SOLUÇÃO, PORQUE OS MILITARES NÃO SE CANDIDATAM A CARGOS ELETIVOS? Porque os militares não disputam o poder pelo voto? Porque não se filiam ou fundam um partido e se candidatam a algum cargo político? Os militares não são melhores ou piores que qualquer outro cidadão. Porque querem tomar o Poder à força das armas? Porque Maçons se esquecem tão facilmente do seu compromisso com a Liberdade? Porque rasgar a Constituição? Os militares são servidores públicos, pagos pelo povo para exercerem a competência que lhes foi destinada pela lei. Agindo acima e fora da lei se colocam no lugar de simples marginais e criminosos contra a Pátria e esse crime pode ser considerado traição. Como SERVIDORES PÚBLICOS, e pela relevante missão que desempenham, os militares, assim como os demais servidores públicos, são merecedores do mais alto respeito e estima. Por que desconhecer que a Constituição Federal, no paragr. único do art. 1, determina que “Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição”. Isto significa que todo o poder para governar só é possível e legítimo se for originado do VOTO DIRETO SECRETO. Qualquer ditadura é odiosa e antimaçônica, seja civil, militar ou religiosa.
    Desconhece que essa mesma Constituição estabelece, no inciso XLIV do art. 5 que =
    XLIV – constitui crime INAFIANÇÁVEL E IMPRESCRITÍVEL a ação de grupos armados, CIVIS OU MILITARES, contra a ordem constitucional e o Estado Democrático;
    Então tomar o poder político no grito, no tapa, ou atrás de uma arma e da farda, é dar o GOLPE na sociedade brasileira e constitui crime contra a PÁTRIA!
    Resumindo: O militar, como qualquer cidadão brasileiro, pode sim ser presidente, governador, deputado, senador ou vereador. Mas desde que seja eleito pelo voto direto e secreto do povo brasileiro. NUNCA ATRAVÉS DO GOLPE.

  19. Para que não reste dúvidas, a intervenção militar, constitucionalmente prevista, também tem compromisso com a preservação e promoção de ideais democráticos, e, se ela foi sugerida pela Gen. Mourão, não foi sem motivos, pois resta evidente o que a classe política tem feito com esses ideais ultimamente…

    1. Eu até agora não entendi, em que dispositivo constitucional há previsão de intervenção militar,sem autorização do congresso e de iniciativa do comandante em chefe das Ffaa? Fora disso é patacoada

  20. Sou Maçom e a favor da intervenção militar ! Não podemos julgar um pelo outro, caso contrario, todos os IIr.’. seriam comparados ao Presidente , por duas vezes indiciado.

  21. Aos meus Irmãos;acredito que a Maçonaria no passado fez a sua parte para o Brasil mais hoje a mesma Dorme em Berço Esplêndido em sua história…precisamos sim mostrar nossa cara e de alguma forma tirar esses Corruptos do Poder…mais dentro dessa Lama ainda temos alguns Irmãos dentro de alguns Poderes…Ficamos dentro de Loja falando,devaneando mais a Prática mesmo nada…gostaria de ver a maçonaria voltar a ser aquela do passado aqui o Brasil…T.:F.:A.: Davi M.:M.:

  22. Tudo o que o general disse está na Constituição Federal. Não entendi a posição do Esquadro. Parece que adotou a posição da esquerda de que militares sequer podem ser ouvidos ou consultados. Ademais, a Maçonaria não faz nada há muito tempo. A esquerda empurrou o homossexualismo para a população e a Maçonaria não fez nada. A esquerda está empurrando a liberação das drogas e a ideologia de gênero para as crianças. A Maçonaria continua não fazendo nada. Quando proibirem a Maçonaria de existir, a Maçonaria não fará nada. A Maçonaria não impõe respeito há muito tempo.

    Kennyo Ismail – Carlos, se você não entendeu, sugiro que leia o post novamente, pois não houve posicionamento entre A ou B, ou, como prefere, entre direita e esquerda, que está na moda no Brasil. Para mim, essa polarização midiática não ajuda em nada nosso país. É simplificar ao extremo algo um tanto quanto complexo, que é a corrupção generalizada mantida há décadas por políticos que nunca tiveram uma bandeira ideológica que não fosse o enriquecimento ilícito. O que o blog defendeu foi a Maçonaria e o esclarecimento dos fatos. Atente-se para a seguinte frase do post, por exemplo: “E antes de alguém dizer que a maçonaria brasileira apoia uma intervenção militar, seja achando bom ou condenando isso, cabe aqui alguns esclarecimentos”.

  23. Infelizmente o povo está há décadas a mercê dos falsos governos que hora pactuam com as midias pela esquerda ou direita e quando os justos se levantam para colocar ordem são rotulados de provedores de golpe enquanto os criticos $$$ de plantão se esquecem que o povo trabalhador de bem já está espancado. Avante Mourão. Promova o necessário para calar os hipócritas que sugam as vantagens do poder transviado. .’. Tfa

  24. Quando comentários dessa natureza circulam na rede, é por que motivos se manifestam patente, pois o judiciário vem negligenciando quanto aos seus deveres, enquanto tivermos ministro de má qualidade com o o “Sr.” Gilmar Mendes, essa pulga não que sair de traz de nosso orelha

  25. Caro Irmão Ismail. Um forte abraço por 3 X 3. Ainda que não saibais quem sou, sei quem sois. Já assisti uma bela palestra vossa e vos considero um Maçom ilustre. Tenho lido e apreciado algumas peças de arquitetura de vossa autoria, que têm contribuído para o meu constante e vitalício aprendizado. Mas chega de jogar confétis. Permita-me apresentar as minhas simples credenciais: Fui reconhecido Maçom em 23/04/1980 na Loja Roma nº 0425, Oriente de São Paulo, Obediência do GOB, mas a cerca de 36 anos pertenço, ininterruptamente ao quadro da Loja Duque de Caxias Luzeiro do Oriente nº 0252, Oriente de Recife, Pernambuco, que me distinguiu com a honra de representá-la como deputado federal perante a SAFL, pelo segundo mandato não seguido, o primeiro de 1986/1991 (Constituinte) e agora de 2015/2019. Estava presente no Auditório Álvaro Palmeira, uma das dependências da sede do nosso Poder Central, na sexta-feira 15/09/2017, ocasião em que o General Hamilton Mourão proferiu a palestra que está “viralizando” na mídia. Presenciei, também, antes, no mesmo auditório, a palestra do General Villas Boas. Ambas com um conteúdo coerente, não divergentes ouvi as duas com atenção. Mas o Gen. Mourão foi mais incisivo, ou como queiram, mais direto. Alguns na mídia dizem que o Gen. Mourão fez ameaças. NÃO. Outros dizem que ele deu a entender. NÃO. Ele foi bem claro e objetivo. Deixo de reproduzir o que ele falou, visto que no YouToube há o filme completo, com quase duas horas de duração, que contém tudo o que aconteceu naquele auditório. Desde a composição da mesa, cântico dos Hinos Nacional e do Exército. A apresentação do palestrante e a fala dele e depois de um breve intervalo a resposta a cinco questões. No referido filme está a verdade. Ressalvo que existem alguns clips de menor duração, de partes do evento, que isoladamente podem induzir a um entendimento diferente. Um esclarecimento final: Presente à mesa estava o nosso Soberano Grão Mestre Geral Irmão Marcos José da Silva, mas quem presidiu a mesa foi o Sapientíssimo Irmão Ricardo Carvalho, Presidente da Soberana Assembléia Federal Legislativa do Grande Oriente do Brasil, que convidou o Gen. Mourão, nosso Irmão Maçom da Obediência das Grandes Lojas. Com o maior respeito.

    Kennyo Ismail – Meu Irmão Esdras, obrigado pelo comentário. O post publicado tem a única intenção de esclarecer, em especial aos profanos, que as afirmações que um palestrante faz durante uma palestra em Maçonaria, quer você goste ou não das mesmas, não necessariamente representam a posição da Maçonaria, que, sequer, pode atualmente se posicionar nacionalmente sobre qualquer assunto. Em tempo, Mourão não é da Grande Loja, e sim da querida COMAB, infelizmente não reconhecida pelo GOB, onde palestrou.

  26. Bom realmente não podemos nos responsabilizar pela fala de palestrastes. Mas não vi nenhuma manifestação contrária à convocação feita por lula, ao exército do stedile , ou mesmo com a tentativa do atual presidente da m uma reunião de tentar convencer as forças armadas a mantê-lo no poder. Nem a mídia e Nem mesmo nós nos posicionamos contra nenhum dos dois casos e agora, como livres pensadores que somos, e respeito isto, como razão de nossa existência, estamos (alguns de nós) nos colocando em posição contrária à fala do General? Uma fala colocada em campo de hipóteses. Repito não respondemos por nossos convidados em suas falas.

  27. Entendo que quando existem tantas divergências entre os poderes e isso gerando uma imagem triste para o Brasil, as forças armadas, segundo a Constituição, são as responsáveis por uma intervenção. Milhares de brasileiros estão desempregados passando fome, o sistema de saúde esta falido, a segurança não existe e as fações aumentam dia a dia organizando dos presídios um inferno para todos os brasileiros. porque a burocracia não permite sequer instalar bloqueadores telefônicos para pelo menos diminuir um pouco a insegurança. Meu pensamento é que maçonaria deveria de adoptar uma posição e sair de acima do muro, porque ficar entre 4 paredes fazendo ritualística e bom mais para que repetimos “fazer o bem a humanidade” enquanto nossos filhos são massacrados pela violência e nos ficar envergonhados com o constante aumento da corrupção.

  28. Mourão falou à Verdade:
    “Ou as instituições solucionam o problema político, pela ação do Judiciário, retirando da vida pública todos os elementos envolvidos em ilícitos, ou então, nós teremos que impor isso.”
    Foi dado o recado.
    Parabéns Mourão, você é o cara.
    Fora Lula. Fora Aécio.

  29. Temos que nos precaver e defender silenciosamente o que nos pertence como cidadãos, que é ,este solo,nossa pátria amada Brasil, das mãos destes fomigerados políticos que aos poucos vão destruindo sonhos e esperanças.

    Avante meus IIr . ‘ . e juntos atravessemos a “ponte”…..

    TFA . ‘ .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *