Publicado em

VENERANÇA ou VENERALATO?

Desenho de: João Guilherme
É bastante comum ver em discursos e trabalhos apresentados em Lojas, revistas e livros maçônicos, ou mesmo em regulamentos da Ordem o termo “venerança” ao se referir à gestão do Venerável Mestre: “Desejamos que sua Venerança seja justa e perfeita”, “Durante a sua Venerança, a Loja evoluiu ainda mais na Arte Real, “farei minha Venerança no nível e no prumo”, etc.
Às vezes, quando se escuta um termo diferente, como “Veneralato”, alguns Irmãos até se assustam. Uns chegam a pensar que o Irmão está “inventando moda” ou, mais diretamente, inventando palavra.
Mas qual é o termo correto? A tão popular “Venerança” ou o raro “Veneralato”? Alguns poucos Irmãos já se ocuparam em alertar quanto ao termo correto, sem obterem muito êxito. Aí vai nossa colaboração:
VENERANÇA: Verbo “venerar” + sufixo “nça”. O sufixo “nça” é um sufixo nominalizador, ou seja, transforma um verbo em um substantivo abstrato. O sentido desse substantivo derivado do verbo + sufixo “nça” é de ação, estado, qualidade. Isso porque vem do latim “antia”, que significa ação ou estado. Exemplos: vingança = ato de vingar; aliança = ato de aliar; andança = ato de andar.
Dessa forma, “venerança” pode ser entendido como “ato de venerar”. Ex.: “Eu não entendo essa venerança toda da minha tia. Ela vai à missa quase todo dia.”
Parece que o significado real não combina muito com o uso que se costuma observar na Maçonaria, não é mesmo? Caso similar ao “Filosofismo”.
VENERALATO: Verbo “venerar” + sufixo “ato”. O sufixo “ato” vem do latim “atu”, e indica posse, grau ou situação, e geralmente está relacionado com dignidades, funções ou encargos. Em alguns casos pode ser substituído pelo sufixo “ado”. Ex.: bacharelato = grau alcançado pelo bacharel; bispado = dignidade de bispo (Dicionário Ruth Rocha).
Se ainda cabe alguma dúvida, os dicionários “Michaelis” e “Priberiam” não possuem a palavra venerança, mas apresentam o seguinte curioso significado para Veneralato: s.m. “Cargo ou grau de Venerável, na Maçonaria”.

Dessa forma, com base tanto na etimologia como no significado contido nos dicionários, fica evidente que o termo correto é “Veneralato”.

11 comentários sobre “VENERANÇA ou VENERALATO?

  1. Mais um ótimo texto, Irmão Kennyo.
    Não conferi todos os seus artigos, você já escreveu algo sobre o costume brasileiro de usar a palavra inglesa “Past” para designar ex-ocupantes de cargos? Past Venerável-Mestre, Past Mestre-Conselheiro, Past Honorável Rainha…

    E o termo “Sessão Branca” para designar reuniões públicas.

    TFA
    Vicente Alberto

  2. é sabermos como falar, o que mais ouço é Venerança, na verdade nunca ouvi Veneralato.

    Assim falemos o correto, Parabéns novamente.

    TFA

  3. Sempre considerei venerança um erro. O certo é Veneralato, mas venerança está tão arraigada que para mudar vai ser dificil. T.F.A. Elano

  4. Acho que veneralato é mais apropriado…

  5. Veneralato é o termo correto.

    Kennyo Ismail – Exato.

  6. Gosto muito dos seus artigos, mas sugiro que acrescente neles as referências de pesquisa ao final de cada artigo. Neste, por exemplo, você poderia incluir as referências de dicionários que consultou.
    []s

    Kennyo Ismail – Fábio, sugestão registrada. Mas por isto ser um blog, os textos são escritos num formato menor, de fácil e rápida leitura, suprimindo detalhes de forma a não publicar textos grandes ou cansativos, impróprios para um blog. Espero que compreenda. De qualquer forma, sempre cito as referências nos artigos que publico em revistas científicas e maçônicas e nos meus livros. O último, por exemplo, soma mais de 150 referências.

  7. Amado Irmão:
    No Rito Adonhiramita, há controvérsias sobre que tipo de cobertura usar. O que se sabe é que, nos textos em francês e em inglês, os Mestres devem estar cobertos por um Chapéu desabado (sem abas), locução que exprime o significado hebraico de Kippah, ou seja, chapéu desabado, na tradução literal. Por que alguns Irmãos insistem em obrigar o uso de chapéus, sendo que, a primeira coisa que fazem, é destroçar as abas?
    Não seria mais simples adotar (ou ao menos tolerar) o uso da cobertura mais simples, também denominada “solidéu” pelos católicos?

  8. Eu li acheis de grande valia para o aprendizado.

  9. Muito bom.

  10. Ótimo texto serve com padrão para instrução em Loja.

  11. Creio que exista significados próprios para cada palavra.

    Kennyo Ismail – Não apenas existem, como também estão escritos no post.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *