Publicado em

OS PAINÉIS DO REAA

Arte: www.artedaleitura.com.br
Observe bem esses dois painéis e diga: qual deles é o painel de Aprendiz Maçom do REAA?
Se você for procurar em algum Ritual que tenha sido baseado no editado por Mário Behring em 1928, não se assuste. Você poderá se deparar com AMBOS os Painéis no MESMO Ritual. Isso mesmo: procure nas primeiras páginas do Ritual e você verá o 1° Painel, provavelmente com o título “Loja de Aprendiz”. Agora procure mais próximo ao final do Ritual, antes das Instruções. Lá provavelmente você verá o 2° Painel, com o título “Painel da Loja de Aprendiz”.
Então, qual é o Painel original do REAA? De onde saiu esse outro Painel?
O Painel original do REAA é o 1° Painel, onde se vê a Corda com nós, a tábua de delinear com uma cerquilha (jogo da velha) e um “X”, e as três janelas. Esses são claramente símbolos relacionados ao REAA.
Já o 2° Painel, onde se vê as três colunas e a Escada de Jacó, é original da Grande Loja Unida da Inglaterra. Trata-se do Painel de Aprendiz pintado por John Harris em 1825, o qual tem servido de base para inúmeras coleções de painéis utilizadas no âmbito daquela Grande Loja, inclusive em muitas Lojas trabalhando no Ritual de Emulação, apesar da Emulation Lodge, mãe de tal Ritual, utilizar outra versão dos painéis de John Harris, a versão de 1845.
Mas como esses Painéis do Ritual de Emulação foram parar dentro dos Rituais do REAA?
Quando da fundação das Grandes Lojas brasileiras, Mário Behring, à frente do Supremo Conselho do Grau 33 do REAA, necessitava fornecer os Rituais dos Graus Simbólicos para que as recém-criadas Grandes Lojas pudessem trabalhar. Os conhecimentos do Irmão Mário Behring não se restringiam ao REAA, tendo sido também um grande conhecedor do Rito de York, Rito Moderno e do Ritual de Emulação. Como uma forma de aproximar as Grandes Lojas brasileiras da Grande Loja Unida da Inglaterra e das Grandes Lojas Americanas, Mário Behring incluiu diversas características do Ritual de Emulação e do Rito de York aos seus rituais do REAA. Alguns dos “empréstimos” do Ritual de Emulação foram as Colunetas e o Jogo de Painéis.
O mais interessante é que o GOB sofreu essa influência e também passou a adotar os Painéis do Emulação nas Lojas do REAA, corrigindo isso depois de mais de 50 anos, com o resgate do painel antigo. Também por conta disso, alguns Grandes Orientes da COMAB também utilizam os Painéis do Emulação no REAA.
Sempre há uma discussão por parte dos Irmãos se as Grandes Lojas deveriam “corrigir” essa e outras modificações em seus Rituais. Porém, o entendimento majoritário é de que não foram enganos, erros, e sim modificações intencionais de Mário Behring, fundador das Grandes Lojas brasileiras. Tanto que a ilustração do Painel original foi mantida no Ritual. Os rituais editados em 1928 foram frutos da criação das Grandes Lojas, fazendo parte de suas histórias. Nesse ponto de vista, não há porque modificá-los.

20 comentários sobre “OS PAINÉIS DO REAA

  1. Questão de dúvida. No primeiro painel, a pedra bruta está no local certo, ou seja, na coluna do norte, também correta a localização da pedra polida. Ao sul.
    No segundo painel, ocorre, aparentamente, uma inversão.
    Gera dúvida o motivo pelo qual o painel de instrução e alegórico, apresentam diferença que me parece tão acentuada.
    T.:F.:A.:

    Kennyo Ismail – Ir.’. Willian, quando se trata de Maçonaria, não podemos dizer que está no local certo ou errado, pois isso muda de um Rito para outro. Esse é um exemplo claro. Um painel é o original do REAA, enquanto o outro é próprio do Ritual de Emulação. Daí a diferença, visto que as pedras ocupam sim posições diferentes no templo / sala da Loja.

  2. Muito bem colocado e polido o comentário do ultimo paragrafo.

  3. Muito boa a informação. O Ap:. Sente-se confuso com tanta informação.

  4. sendo as várias alegorias um tanto intuitivas quando comparadas aos dogmas ensinados; os AAp.vêz por outra perguntam sobre o significado “Do Âncora” sobre a escada. Essa alegoria é Um Âncora tipo “almirantado”, que não existia nos promórdios da Maçonaria. Deduzo que, se a corda tem nós tipo “Fiador” (típico de marinharia) então o Âncora tipo Almirantado (tida como a mais segura) pode estar significando que a “Escada de Jacó” propicia um “fundeio” seguro ao navegarmos pelos mares tempestuosos da nossa vida. Acho que pode ser isso.
    Luiz Guarulhos – Guarulhos-SP

  5. Este comentário, vem nos mostrar que devemos procurar aprender mais sobre essa Nobre Instituição que é a "Maçonaria" .

  6. Grande Mestre de Cerimonias. Deu um show ontem!!!!

  7. Caro Ir.’., gostaria de saber a data ou ano em que foi adotado o atual Painel de Loja de Aprendiz utilizado pelo GOB. Grato. TFA

    Kennyo Ismail – Meu Ir.´., de qual rito?

  8. Ir. Kennyo, como vai? Gostaria de explicar que esses painéis que vc falou que são de Jhon Harris não são dele, até porque não faz sentido ter certos elementos que está neste painel no ritual de emulação. Na verdade, este painél vem de outro ritual, o qual se chamava “The perfect ceremonies of craft masonry”, um ritual muito popular das cópias do emulação, já que a loja não podia editar seu ritual por imposição da UGLE. Neste ritual, foi posto a tábua de jhon harris com algumas modificações vindas da cabeça dos editores do ritual. Os elementos são o cálice, a âncora, a cruz, a falta do leiws montado. A tábua original de Jhon Harris não possui esses elementos, no seu lugar possui O leiws montado e os 4 anjos.

    Kennyo Ismail – Rafael, como vai? Gostaria de explicar que esses painéis são sim de John Harris, e foram sim pintados sem o lewis e com o cálice, a âncora e a cruz. John Harris pintou várias coleções de painéis, em especial em 1820, 1825, 1836, 1845 e 1849. A versão de 1825 é a principal, pois todas as versões seguintes no âmbito da Grande Loja Unida da Inglaterra partiram dela. Por sinal, a versão de 1820, que poderia ser chamada de “original” dele, também não possui o lewis e os anjos. Há muitas Lojas de Emulação que utilizam versões do painel de 1825 e tantas outras que utilizam versões do painel de 1845. Isso porque, no âmbito da GLUI, diferente do Brasil, as Lojas têm certas liberdades em suas práticas.

    1. Estimado Irm.’. Ismail:
      T.’. F.’. A.’.
      Eu encontrei o Painel com os anjos como sendo pintado pelo Irm.’. Esmond Jefferies.
      Tem algum painel do Harris que aparece os anjos? Se sim, gostaria de saber o ano?
      Fraternalmente,
      Allan

      Kennyo Ismail – Meu Ir.´. Allan, o painel do Grau 1 que Harris pintou em 1845, e a versão que ele pintou em 1849, possuem os anjos. Os que ele pintou em 1820, 1825 e 1836 não possuem. TFA.

  9. caríssimo Ir.:

    peço-lhe humildemente que esclareça-me porque não temos o piso mosaico no painel do aprendiz.

    TFA.:

    guilherme dib
    oriente de timoteo
    mg

    Kennyo Ismail – Irmão Guilherme, depende do Painel.

    1. Gostaria de participar do grupo e ampliar meus conhecimentos.

  10. Meu Irmão. No Ritual da GLMERJ, o chamado “Painel Alegórico” está com o esquadro e compasso na posição invertida do que utilizamos. Porque esta posição?

    Kennyo Ismail – Irmão Luiz Felipe, invertida, você quer dizer de cabeça pra baixo ou a posição entre o esquadro e o compasso? Há diversas variações francesas dos paineis, usadas em diferentes ritos. Em muitas versões, os painéis de Aprendiz e Companheiro são bastante similares e podem ser confundidos. Envie-me a imagem em PVT e posso verificar melhor.

  11. Prezado irmão
    Você tem ou pode indicar mais textos sobre esse assunto?
    Gostaria de conhecer mais, quais foram esses “empréstimos”.
    Obrigado

  12. Amigo Kennyo, estava lendo o texto de João Guilherme sobre os paneis, aproveitei parar reler este teu artigo e expor duas dúvidas.

    A loja é livre para confeccionar o próprio painel? Caso haja um membro das artes plasticas ou contratar algum, que seja. A loja tem liberdade para utilizar novos modelos do painel sem desvirtuar dos símbolos originais?

    A segunda questão é parecida com a primeira, mas acerca dos paramentos. A loja tem liberdade para confeccionar paramentos inspirados nos modelos do século XVIII ou XIX, em fim, mas também sem abrir mão das características básicas?

    Peço perdão pela curiosidade profana, mas sei que caso minha pergunta tenha sido impertinente, você saberá lidar com isso da melhor forma possível, como sempre. Desde já agradeço.

    Kennyo Ismail – Cayo César, os Ritos Latinos, diferente dos anglosaxônicos, são mais engessados no que se refere aos painéis, adotando versões específicas de painéis. Isso não impede que a Loja busque adquirir uma reprodução mais detalhada desses painéis. Nesse sentido, recomendo os redesenhados pelo João Guilherme, disponíveis no Arte da Leitura (www.artedaleitura.com). Quanto aos paramentos, a maioria dos ritos também padronizam seus paramentos e muitas obediências têm legislações específicas quanto a tamanhos, formatos, cores, etc.

  13. bom dia. preciso produzir esses paineis de APR. COMP. e MM. para uma loja de boa vista roraima, e preciso da arte deles com mais qualidade, vc tem como me ajudar? se puder lhe agradeço.

    Kennyo Ismail – Radson, no site http://www.artedaleitura.com pode-se adquirir os paineis dos três graus simbólicos já redesenhados e impressos em alta resolução, tamanho 48cm x 33cm.

  14. Ir:. Kennyo:

    “O Painel original do REAA é o 1° Painel”. Qual a origem desse painel?

    Kennyo Ismail – França.

  15. Gostaria de receber informações sobre maçonaria.

    Kennyo Ismail – Ok. Você foi cadastrado em nossa newsletter.

  16. Fiz a mesma pergunta e nenhum Mestre soube me responder. Obrigado.

  17. Muito bom este artigo sobre os painéis esclare bastante porquê das diferenças.
    TFA

  18. Boa tarde meu ir.!
    Ótimo artigo, muito esclarecedor, porém estou fazendo um trabalho justamente sobre esse tema, e me surgiram dúvidas, a respeito da prancha do aprendiz do trabalho de emulação, do ir. Esmond Jefferies, hoje adotado pelo GOB.
    Sabe informar quando se deu tal mudança e porque?
    Edson Vicente Ferreira;
    CIM 393791 – Oriente de Extremoz A.R.L.S. Pedro Alves Pinheiro – GOBRN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *