Publicado em

MAÇONS QUE MUDARAM A MAÇONARIA: WILLIAM PRESTON

William Preston (07/08/1742 a 01/04/1818) era um escocês nascido em Edimburgo. Em 1760 mudou-se para Londres e dois ou três anos depois iniciou na Maçonaria. Fascinado pela Ordem,  Preston começou a se aprofundar nos estudos maçônicos, visitando inúmeras Lojas, pesquisando antigos documentos, estatutos, manuscritos e livros, e trocando correspondências com os maiores estudiosos de maçonaria da época.
Em 1772, Preston publicou um livro com o entendimento de uma década inteira de estudos, sua verdadeira obra-prima, intitulado “Ilustrações de Maçonaria” (Ilustrações no sentido de “esclarecimentos”). Essa obra serviu de base para que Thomas Smith Webb desenvolvesse os graus simbólicos do Rito de York. Se Webb é considerado o “pai do Rito de York” então, com certeza, Preston é o avô.  
Em 1774, Preston se tornou Venerável Mestre da “Lodge of Antiquity #1” a mais antiga das quatro Lojas fundadoras da Primeira Grande Loja da Inglaterra.  Em 1777, Preston promoveu uma visita dos membros de sua Loja devidamente paramentados a uma Igreja, localizada próxima à Loja. Essa atitude não foi bem vista pela Grande Loja, que tratou de expulsá-lo. Por conta disso, a Loja número 01 da Grande Loja desligou-se da mesma, promovendo então a fundação de uma “pequena Grande Loja”. A repercussão negativa e a pressão de vários ilustres irmãos a favor de Preston fizeram com que, 10 anos depois, a Grande Loja voltasse atrás e promovesse o retorno de Preston, sem qualquer prejuízo dos títulos e honrarias que ele possuía anteriormente.
Alguns poucos dias antes de sua morte, Preston concedeu à Grande Loja uma verba para ser destinada ao desenvolvimento de leituras anuais sobre o sistema de graus simbólicos adotado pela “Lodge of Antiquity #1” e que ele havia organizado e publicado, essas leituras foram chamadas de “Leituras Prestonianas”. Seu desejo foi cumprido até 1862, quando o projeto foi paralisado. Quando revivido em 1924, foi-se retirada a obrigação do conteúdo ser relativo às obras de Preston, podendo ser qualquer tema maçônico escolhido pelo escritor indicado. As “Leituras Prestonianas” ou “Palestras Prestonianas”, como alguns preferem, permanecem populares no meio maçônico até os dias de hoje.  

Um comentário sobre “MAÇONS QUE MUDARAM A MAÇONARIA: WILLIAM PRESTON

  1. gostei muito da historia de William Preston e de sua privilrgiada participaçao no que hoje temos na maçonaria.
    Por sua inteligencia abrangente nos estudos maçons, ele criou a ordem harodim pra que a maçonaria nao entrasse em colapço.
    fico feliz por ser um aprendiz, depois de 20 anos de espera finalmente sou escolhido.
    muito obrigado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *