Publicado em

A ARCA EM SEU ASSENTO

A obra se inicia com força e vigor

Minhares de Tiro estão ao seu dispor

Até gênios vem para os quadros compor

Da construção da Casa do Senhor.

 

Ferro, cobre, ouro e prata

Para financiar a empreitada

Azeite, vinho, trigo e cevada

Para Tiro e sua aliança sagrada.

 

Pedras entalhadas ao longe

Em pedreiras além do horizonte

No ocidente, onde o sol se esconde

E levadas para o Santo Monte.

 

Paredes suspensas sem qualquer ruído

Com madeira de cipreste o piso foi construído

Nas paredes, cedro cuidadosamente esculpido

De ouro o teto foi totalmente revestido.

 

Então, o tão esperado momento

Arraigado de tamanho sentimento

Salomão alcançou o seu intento:

A Arca é posta em seu assento.

Um comentário sobre “A ARCA EM SEU ASSENTO

  1. Excelente poesia.Quem é o autor??Abraços.

    Kennyo Ismail – todo o conteúdo publicado no blog é de minha autoria, incluindo as poesias. Quando de uma possível publicação de conteúdo de outro autor, a informação do autor e fonte estará estampada antes do início do texto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *