QUAL A NACIONALIDADE DO REAA?

Recentemente foi publicado um artigo de minha autoria na Revista Astréa #37, a revista maçônica de maior circulação no Brasil. Como Grande Inspetor Geral, foi uma honra poder, de alguma forma, colaborar com tão importante publicação e assim também colaborar com a divulgação de informação maçônica aos nossos irmãos adeptos dos Altos Graus do REAA. […]

OS PAINÉIS DO REAA

Arte: www.artedaleitura.com.br Observe bem esses dois painéis e diga: qual deles é o painel de Aprendiz Maçom do REAA? Se você for procurar em algum Ritual que tenha sido baseado no editado por Mário Behring em 1928, não se assuste. Você poderá se deparar com AMBOS os Painéis no MESMO Ritual. Isso mesmo: procure nas […]

O QUE O REAA BRASILEIRO COPIOU DA INGLATERRA?

É de conhecimento geral que a Maçonaria Americana serviu de inspiração e modelo para que Mário Behring criasse as Grandes Lojas Estaduais brasileiras e realizasse algumas adaptações nos rituais dos Graus Simbólicos do REAA praticado pelas mesmas, mas… e a Inglaterra, auto-intitulada berço da Maçonaria Especulativa? Nada nos “emprestou”? Se o reconhecimento dos EUA estava […]

A SAGA DO AVENTAL VERMELHO DO REAA CONTINUA

Tenho recebido alguns questionamentos de Irmãos quanto a afirmação de que o avental do REAA usado no Brasil antes de 1927 era realmente VERMELHO, respeitando assim o “antigo costume” e a decisão do Congresso de Lausanne. Para não restar dúvidas, apresento imagem de obra de Assis Carvalho, “Ritos & Rituais”, que replica o ritual do “Grande Oriente Brazileiro” datado de 1834 (antes […]

OS STUARTS & O RITO ESCOCÊS

James VI e I James VI era rei da escócia em 1601 quando, com 35 anos de idade, foi iniciado na maçonaria escocesa, na Loja  “Perth and Scone”. É o 1º imperador que se tem notícia da iniciação na Maçonaria. Dois anos após sua iniciação, ele assumiu também o trono da Inglaterra e Irlanda, passando […]

A ORIGEM DO REAA

Afinal, qual é a origem do Rito Escocês Antigo e Aceito? Ele é Escocês, Francês ou Americano? Os estudiosos de plantão afirmam sem pestanejar: “É francês!” Mas na verdade, a resposta mais prudente seria: “Depende!” Pois, nesse caso, tudo depende do que você considera por “origem”. Se você responder que a origem do REAA é […]